Gato Siberiano

  • Nome no Brasil: Gato Siberiano

  • País de Origem: Rússia

  • Porte: médio à grande

  • Escala de Saúde (1 a 5): 4

  • Escala de Energia (1 a 5): 5

  • Tipo de Pelo: longo e em três tipos, o externo e o do meio, grossos e densos, e o subpelo, apertado e espesso. No inverno, o casaco é mais cheio e denso, mas no verão se torna mais curto. É resistente à água. Ao redor do pescoço o pelo é mais longo e forma uma espécie de juba.

  • Temperamento: gentil, brincalhão, afetuoso e ágil

  • Expectativa de Vida: entre 11 e 15 anos

  • Peso quando adulto: 3kg á 10kg ou mais sem ser obeso

  • Gato de porte médio. O pelo vai de semi-longo a longo, dependendo da estação. Cores variadas, com exceção de chocolate, canela, lilás e fawn.O tipo variante da raça, o colorpoint, é também chamado de gato Neva Masquerade. O corpo é musculoso, com uma forte ossatura. As orelhas são arredondadas e bem proporcionais aos olhos, dando uma expressão global inteligente e doce.

  • História da Raça

    Sobre o Gato Siberiano sobram referências que indicam sua existência há muito tempo, mas faltam informações documentadas. Acredita-se que eles existam há mais de mil anos, e aparições em shows de gatos começaram a se tornar frequentes por volta de 1870. Dois livros mencionaram a raça, o Nossos Gatos, de Harrison Weir (1889), e Domestic & Fancy Cats, de John Jennings (1898), além da foto de um gato em Concerning Cats, de Helen Winslow (1900).

    O casaco longo, grosso e protetor do Gato Siberiano foi uma adaptação necessária para sobreviver na área florestal de clima subártico da Sibéria. Por lá, eles trabalhavam caçando ratos e mantendo-os longe dos alimentos para auxiliar comerciantes e donas de casa.

    O Kotofei Cat Club, de Moscou, criou o primeiro padrão da raça com dois gatos como modelo, um azul e branco e outro manchado de marrom e branco. Em 1990, três gatos Siberianos foram importados para os EUA, e a TICA concedeu o aval para campeonatos em 1996.
    A American Cat Fanciers Association aceitou o Siberiano em 1999, sendo a Associação Cat Fanciers a última a aceitar a raça, em 2006.

  • Características

    Um gato como este é simpático e sem medo de desfrutar da companhia de uma vasta gama de animais de estimação, mas procura e gosta mesmo é da interação com humanos. Carinhoso e inteligente, gentil e calmo, este é o Siberiano. Este animal também se dá bem com crianças.

    • Corpo forte, com musculatura poderosa, que leva três anos para atingir a maturidade total;
    • Cabeça em forma de cunha com contornos arredondados e suaves;
    • Olhos grandes e redondos, com expressão doce; são aceitas as cores verde, ouro, verde-ouro ou cobre. Os gatos brancos ou com manchas brancas e os nevas masquerade, podem ter olhos azuis ou um de cada cor;
    • Orelhas de tamanho médio com tufos de pelo;
    • Pernas traseiras mais longas que as pernas dianteiras; junto aos quadros traseiros fortes completam a capacidade de saltar excepcionalmente alto;
    • Patas grandes e redondas;
    • Cauda grossa;
    • Todas as cores e padrões são aceitos além do colourpoint, nesse caso sendo conhecido como Neva Masquerade, com as extremidades escuras . exceto as cores chocolate, canela (cinnamon), lilás (lillac) e palha (fawn).
    • Porte: médio á grande.
    • Escala de saúde (1 a 5): 4
    • Escala de energia (1 a5): 5
    • Tipo de pelo: longo e em três tipos, o externo e o do meio, grossos e densos, e o subpelo, apertado e espesso. No inverno, o casaco é mais cheio e denso, mas no verão se torna mais curto. É resistente à água. Ao redor do pescoço o pelo é mais longo e forma uma espécie de juba
    • Temperamento: gentil, brincalhão, afetuoso e ágil
    • Expectativa de vida: entre 11 e 15 anos
    • Peso: 3,6 a 10 KG ou mais.

  • Cuidados Básicos

    A pelagem tripla exige alguns cuidados para se manter bonita e brilhante. O ideal é que seja escovada três vezes na semana para evitar emaranhados e sujeira, e até mais durante o outono e inverno.

    O gato Siberiano adora água, e não é difícil encontrá-lo brincando na banheira, na fonte, na piscina ou até na sua própria tigela de água. Brincadeiras que envolvam natação vão deixá-lo muito feliz, mas lavá-lo é um problema, já que o pelo é a prova d’água. Por conta disso, os banhos podem ser ocasionais.

    A raça gosta de aprender novos truques de uma maneira divertida, e vai instigar jogos de busca nos quais traga para você seu brinquedo favorito. É um gato atlético, que frequentemente subirá nas estantes e se moverá pelos pontos altos da sala.

    No mais, mantenha a caixa de areia do gato Siberiano higienizada, corte suas unhas quinzenalmente, escove os dentes toda semana e limpe ouvidos e canto dos olhos – sem cotonete, pois machuca.

  • Alimentação

    Gatos devem ter acesso constante a um comedouro e a um bebedouro bem abastecidos. Preferem água corrente e costumam ingerir mais líquido quando tem essa possibilidade, hábito que previne muitas doenças renais. Uma sugestão é deixar uma fonte em algum canto da casa ou acostumar o animal a beber água da torneira quando for aberta.

    A quantidade de ração varia de acordo com o peso do animal, sua atividade física e pode ser encontrada nas embalagens. A qualidade da ração é fundamental para a saúde do gato. As do tipo Premium e Super Premium são as nutricionalmente balanceadas.

    Até os doze meses, o Siberiano é considerado filhote. Nesta fase, a quantidade de ração varia de 30 a 60 gramas por dia. O alimento indicado são rações específicas para filhotes.
    A partir de um ano o gato é considerado adulto. Deve-se mudar a ração e a quantidade varia de 40 a 80 gramas/dia. Oferecer sachês de diversos tipos, diariamente.

  • Saúde

    Não há registros de raças que tenham sido misturadas para a criação do Gato Siberiano, e isso por si só diminui bastante os problemas de saúde da raça. Entretanto, algumas doenças são mais comuns entre os gatos, como a cardiomiopatia hipertrófica, doença que faz com que o músculo cardíaco aumente. Outros problemas eventuais podem ser displasia de quadril, luxação da patela e atrofia progressiva da retina.

  • Espaço para Criação

    Qualquer lugar está bom para este felino, desde que esteja cheio de humanos e que os mesmos interajam com ele. Com seu bom humor e espírito brincalhão, adora brincar e correr para os braços de seus donos para ganhar afagos.

  • Curiosidades

    Por que ter um Gato Siberiano em casa?

    Afetuoso, cheio de personalidade e brincalhão, o Gato Siberiano ama estar junto da família e ser incluso nas atividades da casa. É do tipo que te acompanha por onde você for, ajuda como pode – afinal, ele era um gato de trabalho – e conta como foi seu dia através de barulhinhos silenciosos e agradáveis.

    Não é tímido e nem agressivo com estranhos, e não se incomoda com barulhos. Sua natureza calma permite que seja um excelente gato de terapia, do tipo que se aconchega na pessoa para dedicar-lhe carinho. Gosta de atenção, mas não é carente.

    Gatos dessa raça são inteligentes e possuem grande capacidade de resolver seus problemas, além de ativos e excelentes saltadores. Podem ser treinados com facilidade.

    Por que não ter um Gato Siberiano em casa?

    O Gato Siberiano pode ser comparado às famosas ginastas russas, devido à sua habilidade e agilidade para pular, escalar e aprontar. É o tipo de gato que vai buscar o lugar mais alto para se empoleirar, e pode provocar uma grande bagunça na sua casa.

    Além disso, ele é perfeitamente capaz de abrir portas e tem apego por seus “brinquedos”. Será necessário monitorá-lo sempre para que não pegue itens que não deve.

    – Um felino forte, saudável e hipoalergênico
    Se quer somar ainda mais pontos para escolher um gato Siberiano com animal de estimação, atenção a este dado: ELE É HIPOALERGÊNICO! É que, apesar da densidade de sua pelagem, em sua saliva se encontram quantidades mínimas da proteína causadora de alergia.

  • Sobre o Gato Siberiano sobram referências que indicam sua existência há muito tempo, mas faltam informações documentadas. Acredita-se que eles existam há mais de mil anos, e aparições em shows de gatos começaram a se tornar frequentes por volta de 1870. Dois livros mencionaram a raça, o Nossos Gatos, de Harrison Weir (1889), e Domestic & Fancy Cats, de John Jennings (1898), além da foto de um gato em Concerning Cats, de Helen Winslow (1900).

    O casaco longo, grosso e protetor do Gato Siberiano foi uma adaptação necessária para sobreviver na área florestal de clima subártico da Sibéria. Por lá, eles trabalhavam caçando ratos e mantendo-os longe dos alimentos para auxiliar comerciantes e donas de casa.

    O Kotofei Cat Club, de Moscou, criou o primeiro padrão da raça com dois gatos como modelo, um azul e branco e outro manchado de marrom e branco. Em 1990, três gatos Siberianos foram importados para os EUA, e a TICA concedeu o aval para campeonatos em 1996.
    A American Cat Fanciers Association aceitou o Siberiano em 1999, sendo a Associação Cat Fanciers a última a aceitar a raça, em 2006.

  • Um gato como este é simpático e sem medo de desfrutar da companhia de uma vasta gama de animais de estimação, mas procura e gosta mesmo é da interação com humanos. Carinhoso e inteligente, gentil e calmo, este é o Siberiano. Este animal também se dá bem com crianças.

    • Corpo forte, com musculatura poderosa, que leva três anos para atingir a maturidade total;
    • Cabeça em forma de cunha com contornos arredondados e suaves;
    • Olhos grandes e redondos, com expressão doce; são aceitas as cores verde, ouro, verde-ouro ou cobre. Os gatos brancos ou com manchas brancas e os nevas masquerade, podem ter olhos azuis ou um de cada cor;
    • Orelhas de tamanho médio com tufos de pelo;
    • Pernas traseiras mais longas que as pernas dianteiras; junto aos quadros traseiros fortes completam a capacidade de saltar excepcionalmente alto;
    • Patas grandes e redondas;
    • Cauda grossa;
    • Todas as cores e padrões são aceitos além do colourpoint, nesse caso sendo conhecido como Neva Masquerade, com as extremidades escuras . exceto as cores chocolate, canela (cinnamon), lilás (lillac) e palha (fawn).
    • Porte: médio á grande.
    • Escala de saúde (1 a 5): 4
    • Escala de energia (1 a5): 5
    • Tipo de pelo: longo e em três tipos, o externo e o do meio, grossos e densos, e o subpelo, apertado e espesso. No inverno, o casaco é mais cheio e denso, mas no verão se torna mais curto. É resistente à água. Ao redor do pescoço o pelo é mais longo e forma uma espécie de juba
    • Temperamento: gentil, brincalhão, afetuoso e ágil
    • Expectativa de vida: entre 11 e 15 anos
    • Peso: 3,6 a 10 KG ou mais.

  • A pelagem tripla exige alguns cuidados para se manter bonita e brilhante. O ideal é que seja escovada três vezes na semana para evitar emaranhados e sujeira, e até mais durante o outono e inverno.

    O gato Siberiano adora água, e não é difícil encontrá-lo brincando na banheira, na fonte, na piscina ou até na sua própria tigela de água. Brincadeiras que envolvam natação vão deixá-lo muito feliz, mas lavá-lo é um problema, já que o pelo é a prova d’água. Por conta disso, os banhos podem ser ocasionais.

    A raça gosta de aprender novos truques de uma maneira divertida, e vai instigar jogos de busca nos quais traga para você seu brinquedo favorito. É um gato atlético, que frequentemente subirá nas estantes e se moverá pelos pontos altos da sala.

    No mais, mantenha a caixa de areia do gato Siberiano higienizada, corte suas unhas quinzenalmente, escove os dentes toda semana e limpe ouvidos e canto dos olhos – sem cotonete, pois machuca.

  • Gatos devem ter acesso constante a um comedouro e a um bebedouro bem abastecidos. Preferem água corrente e costumam ingerir mais líquido quando tem essa possibilidade, hábito que previne muitas doenças renais. Uma sugestão é deixar uma fonte em algum canto da casa ou acostumar o animal a beber água da torneira quando for aberta.

    A quantidade de ração varia de acordo com o peso do animal, sua atividade física e pode ser encontrada nas embalagens. A qualidade da ração é fundamental para a saúde do gato. As do tipo Premium e Super Premium são as nutricionalmente balanceadas.

    Até os doze meses, o Siberiano é considerado filhote. Nesta fase, a quantidade de ração varia de 30 a 60 gramas por dia. O alimento indicado são rações específicas para filhotes.
    A partir de um ano o gato é considerado adulto. Deve-se mudar a ração e a quantidade varia de 40 a 80 gramas/dia. Oferecer sachês de diversos tipos, diariamente.

  • Não há registros de raças que tenham sido misturadas para a criação do Gato Siberiano, e isso por si só diminui bastante os problemas de saúde da raça. Entretanto, algumas doenças são mais comuns entre os gatos, como a cardiomiopatia hipertrófica, doença que faz com que o músculo cardíaco aumente. Outros problemas eventuais podem ser displasia de quadril, luxação da patela e atrofia progressiva da retina.

  • Qualquer lugar está bom para este felino, desde que esteja cheio de humanos e que os mesmos interajam com ele. Com seu bom humor e espírito brincalhão, adora brincar e correr para os braços de seus donos para ganhar afagos.

  • Por que ter um Gato Siberiano em casa?

    Afetuoso, cheio de personalidade e brincalhão, o Gato Siberiano ama estar junto da família e ser incluso nas atividades da casa. É do tipo que te acompanha por onde você for, ajuda como pode – afinal, ele era um gato de trabalho – e conta como foi seu dia através de barulhinhos silenciosos e agradáveis.

    Não é tímido e nem agressivo com estranhos, e não se incomoda com barulhos. Sua natureza calma permite que seja um excelente gato de terapia, do tipo que se aconchega na pessoa para dedicar-lhe carinho. Gosta de atenção, mas não é carente.

    Gatos dessa raça são inteligentes e possuem grande capacidade de resolver seus problemas, além de ativos e excelentes saltadores. Podem ser treinados com facilidade.

    Por que não ter um Gato Siberiano em casa?

    O Gato Siberiano pode ser comparado às famosas ginastas russas, devido à sua habilidade e agilidade para pular, escalar e aprontar. É o tipo de gato que vai buscar o lugar mais alto para se empoleirar, e pode provocar uma grande bagunça na sua casa.

    Além disso, ele é perfeitamente capaz de abrir portas e tem apego por seus “brinquedos”. Será necessário monitorá-lo sempre para que não pegue itens que não deve.

    – Um felino forte, saudável e hipoalergênico
    Se quer somar ainda mais pontos para escolher um gato Siberiano com animal de estimação, atenção a este dado: ELE É HIPOALERGÊNICO! É que, apesar da densidade de sua pelagem, em sua saliva se encontram quantidades mínimas da proteína causadora de alergia.

WhatsApp chat